background

Autarcas Social Democratas

"Ninguém melhor do que os representantes locais do Partido conhece as pessoas
e as populações." Francisco Sá Carneiro (5-08-1976)

Início > Bem Fazer
Biocant Park_Cantanhede1

Cantanhede afirma-se como capital nacional da biotecnologia

Com o Biocant Park

A cidade de Cantanhede tem vindo a afirmar-se como capital portuguesa da biotecnologia no decurso da evolução do Biocant Park, onde atualmente estão instaladas empresas e entidades científicas que correspondem a cerca de 30% do setor no país.

O Biocant Park reúne a excelência da investigação da Universidade de Coimbra e da Universidade de Aveiro na área da biotecnologia e desenvolve atividade de I&D, em estreita ligação com alguns dos mais prestigiados centros nacionais e internacionais de investigação científica, funcionando como parque de ciência de matriz empresarial que nesta altura tem em atividade cerca de 400 pessoas, na sua esmagadora maioria jovens investigadores com doutoramento ou mestrado.

Em abril de 2014, o então presidente da Comissão Europeia, Durão Barroso, esteve no Biocant Park a presidir à inauguração do UC-Biotech, edifício onde passaram a funcionar as valências de investigação fun­damental em biotecnologia do Centro de Neurociências e Biologia Celular da Universidade de Coimbra. Na ocasião, aquele responsável referiu-se à infraestrutura de base tecnológica como «um excelente exemplo de boa aplicação de fundos europeus» sublinhando que «o futuro da Europa e o futuro de Portugal vai passar, em larga medida, pela ciência. É a ciência que vai trazer um valor à nossa economia que, de outro modo, não podemos realizar se quisermos competir à escala global».

O que hoje parece uma evidência, há quinze anos esta era matéria que não estava na agenda dos municípios, mas foi precisamente nessa altura que a equipa autárquica do PSD avançou com a implementação de um projeto que veio a ter assinalável impacto socioeconómico e uma indiscutível influência cultural no modo de interpretar o conceito de desenvolvimento.

O próprio presidente da Comissão Europeia destacou isso mesmo na inauguração do UC-Biotech, afirmando que «poucas autarquias tiveram a visão de investir em domínios de ponta como a de Cantanhede, que aliou a investigação científica ao desenvolvimento económico, em articulação com as universidades de Coimbra e Aveiro».

E, de facto, essas prestigiadas instituições reconheceram em Cantanhede a existência de um ambiente propício por terem percebido claramente que havia na Câmara Municipal vontade política para investir no Biocant Park, o que, conjugado com uma série de fatores, como a localização geográfica da cidade, equidistante de Coimbra e Aveiro, a excelente rede de acessibilidades e a existência de um ambiente urbano particularmente convidativo para novos residentes, criou condições muito favoráveis ao desenvolvimento do projeto.

De resto, esses fatores estavam enunciados no Plano Estratégico de Desenvolvimento Económico e Social do Concelho de Cantanhede, documento de referência que indicava que o processo de desenvolvimento económico devia evoluir rapidamente para um paradigma com enfoque na ciência e tecnologia. E foi a partir dessa orientação que a autarquia soube tirar partido das suas vantagens comparativas para mobilizar algumas instituições e agentes económicos a participarem na criação do Biocant Park.

A concretização do projeto começou com a criação de uma estrutura nuclear ou, se quisermos, uma unidade âncora para fomentar em torno dela a instalação de empresas de biotecnologia, com base na oferta de condições para o desenvolvimento de projetos que exigem certos recursos.

De acordo com os objetivos que presidiram à sua criação, o Biocant tem atuado como acelerador da transferência de tecnologia e criador de valor baseado no conhecimento, desempenhando duas funções cruciais, uma de charneira entre a universidade e a indústria, outra de estímulo à criação de novas empresas no setor da biotecnologia.

Entretanto, a sua evolução veio mostrar que este funciona como uma plataforma em que os jovens talentos das nossas universidades estão a concretizar e valorizar as suas iniciativas empreendedoras, o que tem concorrido também para a fixação de profissionais altamente qualificados na região.

Cantanhede tem assim o primeiro parque de ciência e tecnologia do país cuja missão está centrada na atração de investimentos em atividades de I&D estruturantes e estratégicas que favorecem iniciativas empresariais de conhecimento intensivo em biotecnologia.

Em certo sentido está em pleno desenvolvimento um cluster no domínio da investigação e comercialização de produtos e serviços em áreas específicas das ciências da vida, sendo de salientar ainda o facto de as entidades e empresas que o constituem estarem a reforçar a sua participação nas redes internacionais de parcerias no campo da transferência de tecnologia, bem como o acesso à partilha de projetos e iniciativas científicas e empresariais de vários países.

Conheça o Biocant Park em http://www.biocant.pt/